PULSE NEWS

Inscreva-se na nossa Newsletter e fique por dentro das últimas novidades, notícias e promoções da Pulse.
Nome
Email

Como a música pode melhorar o seu treino

Seja um ritmo estimulante ou ambiente, a música não falta na rotina de quem treina. Mais do que embalar os exercícios, ela traz inúmeros benefícios para o treino. De acordo com estudos recentes da Brunel University de Londres, a música melhora o desempenho do atleta em até 15%! Para se ter uma ideia, o efeito da música na prática de exercícios físicos é comparado ao efeito de medicamentos que otimizam a performance.

Esses benefícios ocorrem de diversas maneiras. Confira alguns e prepare aquela playlist especial para os seus treinos!

A música eleva os níveis de prazer durante o exercício

Ao ouvir música durante o treino, o corpo libera uma quantidade menor de hormônios relacionados ao estresse. Em contrapartida, são liberados mais hormônios de prazer, criando a sensação de que o tempo está passando mais rápido. É como se o atleta treinasse intensamente, sem sentir. A música durante o treino distorce a noção de tempo, deixa o atleta mais confiante e afasta os pensamentos negativos.

Escutar música diminui a percepção de dor e fadiga

A música favorece o sistema hormonal, e isso não se limita aos hormônios do prazer. Por isso, ouvir música no decorrer do treino diminui a percepção de fadiga e dor, levando o organismo a produzi uma menor quantidade de hormônios catabólicos. Isso é muito importante, pois quanto o catabolismo se sobrepõe ao anabolismo, o balanço metabólico é negativo. Em outras palavras, o catabolismo prejudica os resultados dos exercícios, especialmente os praticados pelos adeptos da musculação.

A música é estimulante

O exercício por si só já estimula o sistema hormonal e o trabalho dos neurotransmissores no cérebro, incluindo a criação de conexões interneurais. A música age nesse contexto, com a habilidade de organizar a resposta para esse estímulo. O resultado disso são passadas mais largas, vontade de chegar ao objetivo e gana para continuar treinando. A música leva o atleta mais longe sem que ele perceba. Mas para ser estimulante, a música deve ter um ritmo forte e marcante, preferencialmente entre 120 e 150 batidas por minuto. Só assim a canção consegue evocar sentimentos que o atleta necessita no treino, como garra e disposição.

Quem ouve música enquanto treina fica mais resistente

Segundo Costas Karageorghis, treinador e pesquisador que liderou as pesquisas da Brunel University de Londres, seleções musicais de pop e rock aumentam potencialmente (15%) a resistência dos corredores. Os testes feitos com voluntários revelaram ainda que a utilização dos fones de ouvido durante o treino ajuda os atletas a suportarem treinos mais pesados, mesmo que estejam apresentando sinais de exaustão física. A música aumenta a resistência física graças à sincronização dos movimentos do atleta com a batida da canção.

Em suma, a música tem o poder de dar um gás em qualquer rotina de exercícios, pois faz o tempo passar mais rápido, diminui a percepção do cansaço e ainda melhora o humor.

E você, sabia que a música era tão poderosa assim? Quais são as suas preferidas na hora de treinar ou praticar algum esporte?

Prepare a sua playlist e #pulseseumelhor!

Tags:
,


Simple Share Buttons
Whatsapp