Categorias
Uncategorized

4 exercícios para eliminar gordura de forma eficiente

Um dos maiores problemas relacionados à saúde pública que enfrentamos é a “obesidade”.

Ela é o excesso de tecido adiposo no corpo que afeta negativamente a saúde daquele que se encontra nessa situação.

De fato, existem pessoas que possuem pré-disposição genética para tal doença e que sofrem com disfunções em seus metabolismos.

Mas, os altos níveis de inatividade física e sedentarismo estão relacionados a inúmeros malefícios que afetam o bem-estar físico e psicológico.

Por isso, neste post vamos mostrar 4 exercícios que vão te ajudar a eliminar gordura de forma eficiente.

Vamos lá?

4 exercícios simples que vão te ajudar a eliminar gordura

1. Musculação

musculaçao
Foto de The Lazy Artist Gallery no Pexels

A musculação é uma peça fundamental para quem busca emagrecer com qualidade.

Pois, além de ter poder para diminuir o percentual de gordura corporal, contribui na melhoria das capacidades físicas como:

  • força;
  • resistência;
  • agilidade;
  • potência;
  • coordenação;
  • equilíbrio;
  • velocidade;
  • flexibilidade.

Possuindo, também, um papel fundamental na prevenção de lesões.

Então, imagine uma pessoa sedentária, que não pratica exercício físico há anos e que decidiu perder peso correndo na rua.

Devido às obrigações do cotidiano, ela pode apresentar algumas
disfunções musculares, como:

Músculos mais fortes do que outros, músculos encurtados ou alongados excessivamente, além da baixa quantidade de massa muscular, causando um quadro de instabilidade e mal funcionamento das articulações, por exemplo.

Portanto, fica claro a necessidade de corrigir esse padrão alterado, por meio do treinamento resistido, para que lesões não acometam tal pessoa.

No entanto, se você não gosta de exercício aeróbico, o famoso “cárdio”, não se preocupe, porque a eficácia da musculação no processo de emagrecimento é comprovada pela ciência há tempos.

Uma gama de populações como adultos, idosos, homens, mulheres, diabéticos, obesos, mulheres na pré-menopausa, são responsivos e podem se beneficiar direta ou indiretamente, pois a o simples fato de incluir treinos em sua rotina irá auxiliar na manutenção da massa magra, da dieta e do peso a longo prazo.

Estímulos com alto volume e intensidades moderadas à altas, nesta modalidade, tendem a ser mais efetivos para a perder peso, porém, busque sempre um bom profissional de educação física para prescrição de um programa de treinamento individualizado, uma vez que cada ser possui suas particularidades.

2. HIIT

hiit
Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

A sigla HIIT significa treinamento intervalado de alta intensidade, ou seja, são exercícios que vão demandar muito esforço físico e que são realizados com pausas (ativas ou não).

Existem diversos protocolos, mas, por necessitar de um estímulo de alta intensidade, a duração de cada estímulo será curta, questão de segundos a pouquíssimos minutos e, devido às pausas, o praticante consegue realizar o processo repetidamente.

Quando queremos diminuir o percentual de gordura, utilizar o HIIT torna-se uma estratégia muito válida e amplamente respaldada pela literatura científica.

O diferencial desta modalidade é que a sua duração é curta e os resultados são tão significativos quanto o exercício contínuo de intensidade moderada.

Em outras palavras, se você não tem tempo para passar dezenas de minutos na esteira, por exemplo, a utilização do HIIT, que pode ser concluído em poucos minutos, te beneficiará tanto quanto.

Contudo, por se tratar de um exercício de alta intensidade, nem todos vão ter respostas afetivas positivas.

Além disso, indivíduos destreinados precisam de mais atenção, uma vez que podem apresentar alterações no sistema cardiovascular e/ou articular, ficando evidente a necessidade de um médico especializado nesse processo.

É possível manipular as variáveis do HIIT, como:

  • a intensidade do estímulo;
  • duração do estímulo;
  • intensidade do intervalo;
  • duração do intervalo;
  • número de vezes a ser realizado;
  • categoria do exercício.

Sendo assim, você pode realizar o treino intervalado de alta intensidade em uma esteira, na rua, na bicicleta ou com exercícios utilizando somente o peso do corpo.

3. SIT e RST

sit e rst
Foto de Ketut Subiyanto no Pexels

O SIT, Sprint Interval Training, possui metodologia semelhante ao do HIIT, com a principal diferença na intensidade.

Esse tipo de treino vai exigir maior esforço no momento de estímulo,
no caso, o seu máximo, e por isso apresentará um tempo menor que o HIIT.

Costuma ser prescrito com estímulos de 30 segundos intercalados com 2 a 4 minutos de intervalo para recuperação.

Já o RST, Repeated Sprint Training, também apresenta estímulos na máxima intensidade realizável, porém por um período ainda mais curto, 3 a 7 segundos, e intervalos também mais curtos, por volta de 60 segundos ou menos.

4. Aeróbico contínuo de intensidade moderada

treino aeróbico
Foto de Nathan Cowley no Pexels

O exercício físico é bem democrático no que tange seus resultados aplicados ao emagrecimento.

Caso não goste ou não esteja apto a realizar atividades em altas
intensidades, trabalhar em uma zona moderada também te trará ótimos
resultados.

A diferença está na duração de cada tarefa, onde aqui se faz necessário passar mais tempo.

Por isso, a dica está na escolha de uma atividade que te proporcione prazer.

A corrida de rua é uma das atividades mais praticadas por todo o mundo, mas se não for do seu gosto você pode experimentar outra atividade aeróbica, como o spinning, o simulador de escadaria, a natação ou a dança.

Conclusão

Não é preciso escolher uma modalidade de exercício e torna-la um “deus” em sua vida.

Todas possuem suas vantagens e particularidades, e a prática de uma não atrapalha a outra.

Pelo contrário, se bem planejada, a introdução dessas modalidades em conjunto impulsionará ainda mais suas melhorias de saúde, bem-estar e estéticas.

Lembre-se que os benefícios do exercício físico são vistos com mais esplendor quando praticados de forma crônica.

De nada adiantará realizar “o melhor treino do mundo” e depois
de um ou dois meses abandoná-lo.

Por isso, fique à vontade para vivenciar diversas práticas corporais e encontrar uma que se encaixe.

E sempre procure dialogar com um bom profissional de educação física, pois ele te instruirá a potencializar os seus ganhos com máxima segurança.

Categorias
Uncategorized

10 exercícios aeróbicos de alto desempenho

Todos sabemos que treinar é importante e que traz inúmeros benefícios, tanto para manter a boa forma física e a saúde mental.

E para aqueles que desejam um melhor condicionamento físico, emagrecimento ou simplesmente suar a camisa a escolha, os exercícios aeróbicos são uma ótima escolha

Por isso, neste post vamos te mostrar 10 exercícios aeróbicos para começar a ter uma vida mais ativa e melhorar sua saúde.

Vamos lá?

1. Caminhada ou corrida

exercício aeróbico de caminhada
Foto de Daniel Reche no Pexels

Bom ela dispensa apresentações e pode ser realizada em bosques, ruas, praças, em praticamente qualquer lugar.

Basta só querer e ter a disposição de encarar o desafio.

Lembrando que pedir orientação ao seu professor de educação física é a melhor maneira de executar a tarefa sem problemas.

Também é importante se atentar no horário da prática, pois não é tão agradável está correndo ao meio-dia, há não ser que você precise muito e leve sua garrafa de água, já que se manter hidratado é muito importante em qualquer treino que você estiver realizando.

2. Andar de bicicleta

Nunca foi tão difícil e prazeroso aprender a pedalar, e para muitos está em cima de uma bicicleta é liberdade.

Então, umas das suas possibilidades é a maquina de duas rodas com tração nas duas pernas, onde vai exigir bastante de você e não deixa a desejar.

Podendo variar estímulos que vão desde ao iniciante ao atleta.

3. Escadaria

escadaria
Foto de Pixabay no Pexels

Nunca foi tão cômodo utilizar o elevador, então se um dia quiser fazer um exercício aeróbico com um bom gasto calórico, as escadas podem ser suas amigas.

A dica é que sempre consulte um profissional da área, pois a escadaria puxa muito do seu aparelho cardiorrespiratório.

Então, começar com intensidades mais leves menos degraus no início vai te ajudar a criar mais adesão pelo exercício e não vai sobrecarregar seu corpo.

4. Pular corda

Quem na infância teve essa prática aproveitou bastante, e quem não teve a oportunidade, a hora é essa de conhecer esse exercício aeróbico que tem mil e um movimentos que encanta e faz suar a camisa.

Basta ser só uma corda, seja ela profissional ou não, e de um tamanho adequado para sua altura.

Então só correr para o salto.

5. Amarelinha

amarelinha como exercício aeróbico
Imagem de ncassullo por Pixabay

Isso mesmo, você não leu errado!

Dá sim para fazer um exercício aeróbico brincando e não vai morrer no exercício (calma que não é desse jeito que você irá chegar ao céu).

Bom, essa brincadeira compartilhada serve para quem tem filhos ou sobrinho que querem brincar sem perder o foco nos exercícios.

Então, não há limite e tenha certeza que a diversão é garantida e o gasto calórico também.  

6. Caminhada ou corrida na esteira

Correr ou caminhar é bom em qualquer lugar, inclusive na esteira.

Pois, ela consegue controlar e te dar métricas de desempenho, diferente da rua, que se não tiver algum acessório atrelado a você, dificilmente irá saber como se saiu.

Fora que a segurança de estar em ambiente propício, onde não existe desnível ou obstáculos é fundamental para muita gente, então a esteira pode ser um exercício aeróbico excelente.

7. Air bike

Talvez o nome assuste de primeira, mas é um exercício aeróbico que está disponível em algumas academias de ginástica.

Ele funciona com um aparelho que usa a resistência de hélices para promover gastos calóricos altíssimos em pouco tempo.

Muito conhecido nos box’s, se você já encarou uma dessas, acredito que no mínimo é de ficar sem palavras.

Porém, igual à escadaria, dosar a intensidade é a maneira mais coerente para você e, depois de testar, com certeza o Air Bike não sairá da sua lista de exercícios aeróbicos preferidos.

8. Remo ergométrico

Basicamente é um aparelho que simula um remo na sua essência, onde se utiliza das forças tanto dos membros superiores, tanto dos membros inferiores, para promover seu gasto calórico.

A sua métrica é dada por metros percorridos, assim deixando a prática mais interessante para o usuário, se for pensar em um desafio ou meta pessoal.

Esse equipamento também é encontrado em algumas academias de ginástica e pode ser uma ótima pedida para quem quer iniciar com exercícios aeróbicos.

9. Epilítico

O elíptico é um aparelho que simula a corrida, mas com menos impacto do que a esteira, reduzindo assim drasticamente a pressão exercida nos membros inferiores.

Por isso, para quem sente dores recorrentes, hoje é um dos exercícios aeróbicos mais recomendados, sendo recomendada a todos os públicos.

Mas, vale lembrar que para os pós cirúrgicos de algumas lesões é um ótimo método de recuperação. Por isso consulte sempre um profissional habilitado.      

10. Bicicleta ergométrica

Inclusa em aulas extremamente estimulantes, a pegada da bike ergométrica mostra como você pode quantificar seu esforço.

Como na esteira, a bike da academia de ginástica conta com toda a segurança de está em um ambiente propício para a prática.

Além disso, ela se utiliza de intensidades que você pode alternar e é um maquinário já difundido e de total recompensa (as pernas que o digam).

Então se você quer definição muscular, potencializar a força e resistência dos membros inferiories, é um ótimo exercício aeróbico para começar.

Concluindo

Os exercícios aeróbicos são ótimos aliados para quem quer começar uma rotina de treinos menos intensos, mas com ótimos resultados.

Mas, é importante entender que a frequência, alimentação e sono são um dos pilares fundamentais para o sucesso de qualquer prática.

Além de, claro, ter um profissional habilitado que te ajude a desempenhar melhor os exercícios e evitar lesões.

Então, se quiser entender melhor quais tipos de exercício podem te trazer melhores resultados, entenda como funciona uma avaliação física.