Categorias
Dicas Pulse

Conheça os benefícios do alongamento para a sua saúde

É extremamente necessário conhecermos os benefícios do alongamento para a nossa saúde, mas geralmente quando falamos sobre alongamento temos aqueles que defendem “com unhas e dentes”, os que não veem motivos para fazer e até mesmo aquelas pessoas que nunca pararam para pensar a respeito.

Por ser um assunto voltado para a melhora da saúde, é muito importante que você conheça e saiba o que é alongamento e o porquê existem tantas dúvidas ao seu respeito.

Mas afinal, o que é um alongamento?

O alongamento é, basicamente, o movimento ou postura que você faz com seu corpo, afastando o ponto de origem do ponto de encontro de determinada musculatura.

Por exemplo: se você estiver sentado com os joelhos estendidos e tentar tocar a ponta dos pés sem dobra-los, se permanecer nessa posição a algum tempo, você estará fazendo um exercício de alongamento.

Vale lembrar, que para isso acontecer, outras estruturas também são solicitadas como, articulações, ligamentos e tendões… estes possibilitam, complementam e até estabilizam seus movimentos durante o alongamento.

Quais as melhores formas para realizar o alongamento?

As principais técnicas de alongamento são: alongamento estático ou isométrico que também é conhecido como balístico, dinâmico ou contrair-relaxar.

Alongamento estático

O alongamento estático é um método pelo qual os tecidos moles são alongados até o ponto de resistência ou tolerância do tecido mantido nesta posição.

Alongamento balístico

O balístico é caracterizado pelo uso de movimentos vigorosos e rítmicos de um segmento do corpo, com o objetivo de alongar o músculo ou o grupo muscular (abrir e fechar os braços na horizontal, por exemplo), enquanto a técnica do contrair-relaxar usa uma leve contração do músculo agonista, que inibe o músculo a ser alongado, e depois realiza o alongamento estático durante o relaxamento deste músculo.

Segundo o pesquisador Paul Ingraham, existem cinco razões pelas quais as pessoas se alongam.

  • Aquecer ou prevenir lesões;
  • Diminuir dores e rigidez;
  • Melhorar a flexibilidade;
  • Aumentar a performance;
  • Prazer em fazer alongamento.

Tendo isso em mente, surge o questionamento: será que esses motivos fazem sentido? Será que o alongamento realmente traz benefícios para a saúde? E a resposta é clara, sim.

Pessoa realizando um Alongamento
Foto de Jonathan Borba no Pexels

Benefícios de um bom alongamento

O alongamento tem um efeito de curto prazo, fazendo seus músculos relaxarem, trazendo uma sensação de alívio. E o mais interessante é que você pode fazer alongamento em qualquer ambiente, em casa, no trabalho, na academia, etc.

Isso relaxará seu corpo, irá aumentar a sua disposição durante o resto dia e ajudará até na consciência corporal. Os melhores benefícios do alongamento estão em médio e longo prazo, o que chamamos de efeito crônico do alongamento.

O alongamento te ajudará no aumento na sua flexibilidade, que é uma capacidade física assim, como a força, velocidade, agilidade… e como sabemos, pouca flexibilidade ou encurtamento de determinada musculatura pode dificultar tarefas diárias e movimentos funcionais do nosso corpo, além de dores.

Se alongar melhora a postura anatômica do corpo. Muitas compensações ou dores musculares devido a posturas inadequadas podem ser resolvidas com alongamentos específicos direcionados para cada tipo de musculatura que estão inibindo ou forçando outros músculos.

Além disso, o alongamento ajuda da ativação e circulação sanguínea. Houve também pesquisas relacionadas à saúde gastrointestinal, onde foi visto que alongamentos ajudam na digestão. Nessa caso, procure sempre a ajuda de um nutricionista capacitado para te orientar sobre que tipo e como executar seus exercícios de alongamento.

Exercícios para você se alongar

De forma segura, o que acha de realizar um alongamento agora? Separei algumas sugestões de alongamentos básicos que podem ser feitos por qualquer público e até no conforto da sua casa. Vem comigo!

Execute em forma de séries, sendo 2x cada exercício. Permaneça em cada posição durante 30-40 segundos.

1. Cruze os dedos das mãos e flexione os ombros, mostrando as palmas mãos para o teto,  o mais alto de conseguir. Segure nesta posição por 30 segundos.

2. Na mesma postura, mostre as palmas das mãos para frente, na altura dos seus ombros.

3. Com um braço estendido, a altura do ombro e mão na parede como ponto fixo, gire o corpo para o lado contrário.

4. Flexione um braço tentando tocar suas costas, com a outra mão, faça pressão no cotovelo oposto para ajudar sua mão que está nas costas, olhe para frente e mantenha sempre o controle da respiração.

5. Em pé, relaxe seu pescoço sobre um ombro, com o auxílio da mão, puxe mais um pouco sua cabeça para o lado direcionado. Faça um lado por vez.

6. Com o braço esquerdo, aproxime sua articulação do cotovelo próximo ao ombro direito, com ajuda da mão direita. Mantenha seus ombros relaxados e caídos. Faça um braço por vez.

7. Em pé, com as pernas estendidas, tente tocar as pontas dos pés, sem que haja a flexão dos joelhos. Caso não consiga, vá até onde seu corpo permitir.

8. Em pé, com pernas afastadas da largura dos ombros, coloque a mão esquerda no quadril e acima da cabeça, jogue o braço direito estendido na direção oposta.

E para finalizar

Como percebemos o alongamento proporciona diversos benefícios para a nossa saúde, tanto física quanto mental. Manter uma boa qualidade de vida é essencial para nutrir o nosso corpo de energia e fortalecer ainda mais os nossos músculos. Aproveita que você já se alongou e sinta o seu corpo mais leve e saudável. Se cuidar faz bem.

Categorias
Dicas Pulse

Como melhorar seu Condicionamento Físico

Ter um bom condicionamento físico é o objetivo de muitas pessoas que querem manter uma boa qualidade de vida.

Porém, para alguns, pode ser um desafio manter ele bem.

Por isso, neste post vamos te mostrar como melhorar o seu condicionamento físico e garantir uma vida mais saudável.

Vamos lá? Continue lendo.

O que é o condicionamento físico?

Como o próprio nome diz, condicionamento está relacionado a uma condição, a um estado e físico está relacionado ao nosso corpo.

Portanto, alguns autores definem Condicionamento Físico como o estado de resistência e capacidade de se exercitar que o corpo apresenta.

Além disso, é possível que nossa condição ou aptidão física possa se encontrar de forma boa ou ruim.

Isso vai depender de vários fatores, que pode incluir o estilo de vida que cada pessoa leva ou em que momento de uma competição um atleta esteja (porque é variável).

Diante disto, como saber se o seu condicionamento físico está bom ou não?

Como entender o seu condicionamento físico atual?

Essa é uma avaliação que irá envolver alguns componentes físicos e esses componentes estão presentes no nosso dia a dia, como força e aptidão cardio.

Não se assuste com essas palavras.

Pois, quando falamos de força, ela não está ligada apenas a levantar grandes pesos em uma academia e a aptidão cardio não só tem relação com quem pratica Maratonas.

Esses componentes físicos todos nós temos, porém, muitas vezes por falta de estímulos é que eles se encontram diminuídos ou em falta.

Mas é possível obtermos ganhos ótimos e sem a necessidade de esforços desgastantes (como algumas pessoas imaginam) ou algo que demande muito do nosso tempo.

Como melhorar seu condicionamento físico?

Conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde) apenas 150 minutos semanais de atividade física moderada já produzem ótimos ganhos para a nossa saúde.

Ganhos esses que produzem em nossos corpos bons estímulos para o aumento e a manutenção do nosso condicionamento.

No caso de atletas, sejam eles amadores ou profissionais de elite, o condicionamento físico pode oscilar entre níveis ótimos (isso ocorre geralmente próximo a uma competição) e níveis mais baixos (o que ocorre após um período de pausa).

O que é algo natural, pois faz parte de um planejamento específico deste atleta.

Por isso, não há pelo que se preocupar, pois, até um período de pausa é favorável para melhora do condicionamento. 

Mas todo condicionamento para ser aumentado precisa receber novos estímulos.

melhorando o condicionamento físico
Foto de Karolina Grabowska no Pexels

Não pense que fazer sempre a mesma coisa vai te trazer novos benefícios.

Eles podem até te ajudar na manutenção do condicionamento atual, porém nosso corpo se adapta e não sofre mais alterações após determinado período de tempo recebendo o mesmo tipo de estresse físico.

Para aqueles que desejam aumentar esses níveis de condicionamento físico é fundamental que seu programa de treinamento haja um momento em que novos estímulos sejam realizados e com isso gerem novos níveis (maiores) na sua aptidão física.

É fácil perceber quando se faz necessário receber novos estímulos, tudo aquilo que era difícil no início do programa de treinamento começa a se tornar fácil.

E isso é um alerta de que já foi gerada uma adaptação em nosso corpo e com esse sinal podemos então ir para uma nova fase de treino com novos estímulos.

Uma pessoa iniciante começa a aumentar seus níveis de condicionamento em até 8 (oito) semanas.

Porém, é preciso muita cautela para não querer pular etapas!

Alguns apressadinhos querem sair da fase 1 para a fase 3. Muito cuidado, pois isso pode te prejudicar e ao invés de avançar, ser necessário retroceder.

Sempre que iniciar uma nova fase de treino observe se:

  • você já está apto;
  • perceba como seu corpo se comporta;
  • como ele irá responder.

Se você notar que essas novas cargas estão de acordo com sua capacidade dê continuidade.

Caso contrário volte um pouco ao nível anterior, possa ser que algum componente específico ainda não esteja tão pronto.

correndo para melhorar o condicionamento físico
Foto de Pixabay no Pexels

O condicionamento físico é algo que ninguém quer que diminua, porém, é possível que isso ocorre, principalmente depois de um tempo de pausa nos treinos (algo que pode ter acontecido com muitos nessa quarentena).

Mas para te deixar tranquilo o retorno ao seu estado de condicionamento físico ótimo será mais fácil de recuperá‑lo do que quando você chegou nele a primeira vez.

Basta que haja o treinamento de retorno e então haverá essa recuperação.

A volta aos treinos deve ser com muita cautela, para que assim seja garantido segurança a você e com isso você recuperar de forma eficaz o seu condicionamento.

Ninguém quer qualquer condicionamento, queremos aquele que satisfaça as nossas necessidades.

Conclusão

Como uma das definições mencionadas lá no início do nosso texto, é preciso que este condicionamento gere em nós condições de executar nossas tarefas sem fadiga excessiva.

O treinamento regular é a base para se manter condicionado, não existe medicamento, suplementação ou oura fórmula mais eficaz do que treinar.

Existem diversos tipos de treinamento e cabe a você escolher qual treinamento te agrada mais, pois se você tem dificuldade em se manter ativo fisicamente com um programa de treinamento.

Escolher o que você tem mais afinidade irá fazer com que você dê continuidade e não pare com tanta facilidade.

Categorias
Artigos

SCAPE: Como funciona a modalidade de Ciclismo Indoor da Pulse?

O que é o SCAPE?

O SCAPE é uma modalidade de ciclismo indoor criada de forma exclusiva pela equipe de professores juntamente a coordenação técnica e executiva da Academia Pulse.

Ou seja, é uma modalidade genuinamente com o DNA Pulse.

Ela é semelhante ao spinning no que se diz respeito a parte física, onde permite aos nossos membros inserirem esta atividade no seu cotidiano caso queiram:

  • Emagrecer queimando algumas calorias;
  • melhorar a resistência cardiorrespiratória;
  • além de tonificar bem os músculos das pernas como um todo.
o que é o scape

Para quem o SCAPE é recomendado?

Recomendável para todas as pessoas, nossa modalidade é destinada e ofertada para que o membro Pulse possa, de forma gradual, participar de cada vez mais aulas.

Tendo o intuito de se desafiar, e sentir todas as sensações possíveis de uma pedalada em condições reais, que por muitas vezes não a praticam atualmente.

Como funciona o SCAPE na prática?

Em uma aula de SCAPE existem as partes principais, que são o acolhimento do membro pulse na porta da nossa sala, com a sequência da aula propriamente dita sendo explicada durante o ajuste da bike e aquecimento.

Passando também por toda parte do treino em si, voltando a calma no final e encerrando de forma única.

O que é feito no SCAPE?

O SCAPE usa a POTÊNCIA como valência física predominante, sempre com o teste de FTP (nivelamento) faz com que qualquer pessoa possa desfrutar do treino.

Além de ser aconselhado também para aqueles que procuram, por exemplo, treinar para uma corrida ou andar de bicicleta através das montanhas.

Sem contar com a diversão, que é garantida durante uma sessão de treino.

As técnicas, a frequência cardiovascular e a velocidade de pedalar são levadas em conta.

Tudo isso junto com a gamificação que utilizamos com o SPIVI, onde temos em tempo real os dados de

  • Velocidade;
  • calorias;
  • e potência utilizadas;
como funciona o scape

Além de alguns desafios usados para ampliar ainda mais o encantamento que começa ao entrar na sala feita unicamente para esta modalidade.

Qual a duração das aulas?

E falando sobre o SCAPE, nossas aulas possuem a duração de 35 minutos, tempo suficiente para você conseguir gastar em torno de 400 calorias por aula.

Uma quantidade considerável para o tempo de treino. Imagina aliar um emagrecimento, com ganhos estéticos e de saúde?

Pedalar conosco será um diferencial para suas conquistas.

Quais os benefícios e diferenciais do SCAPE?

Tonificação muscular

Pedalando de forma segura e eficaz no SCAPE, seus músculos dos membros inferiores serão lapidados.

Além de ganhar força na região do quadríceps e glúteos, com a regulagem das marchas, deixando a tensão da bicicleta mais intensa ou mais leve, suas panturrilhas também estarão sendo exigidas em um ótimo nível.

Indo além, com a bike bem regulada, mantendo a posição correta e controlando sua respiração, os músculos do CORE também serão utilizados.

Ou seja, temos dentro da aula, várias possibilidades de gasto calórico e tonificação muscular.

Melhora da resistência cardiorrespiratória

Como existem os benefícios da tonificação muscular, as aulas de SCAPE irão te ajudar na melhora da sua resistência cardiorrespiratória.

O que, sem dúvida nenhuma, é uma das maiores qualidades das nossas aulas.

A melhora nesta valência física, tem o impacto direto nas atividades rotineiras do seu dia a dia, como um subir ou descer escadas será mais fácil, por exemplo.

Mas, mesmo que você possua algum tipo de incomodo articular, principalmente nos joelhos, por se tratar de uma modalidade de baixo impacto, é recomendada a prática desta atividade aeróbica, por óbvio, respeitando os limites físicos de cada membro.

Redução do nível de estresse

aluna feliz com o scape

Saindo das questões físicas e articulares, entramos na questão psicossocial. Sabemos que o exercício físico é um forte aliado para a redução dos níveis de estresse.

Estaremos atentos e ao seu lado para te motivar durante todo o treino, não deixando que se torno algo ruim e entediante.

Nossa programação de aulas está ajustada para ir observando o seu progresso durante o decorrer do tempo que está treinando.

Como todas as informações de sua evolução estão dentro do sistema de treinamento, facilita a observação de como podemos melhorar ainda mais o seu rendimento.

Ou seja, nada mais motivador do que sentir, ver e se alegrar com sua evolução.

Flexibilidade de horários

E o melhor, é que você pode fazer o SCAPE durante o ano inteiro, com diversidade de horários e ambiente perfeito para que não pare de treinar, nunca.

Com uma periodização de treinos elaborada para a sua evolução física, mantendo a diversão de uma aula coletiva, juntamente a socialização, aumentar e estreitar laços de amizade é um dos nossos pontos fortes.

Imersão total

No SCAPE temos as melhores bicicletas do mercado fitness mundial, uma sala projetada para você escapar da rotina, entrando em uma nova dimensão, um novo mundo.

Um telão onde todas as informações da aula estão na tela em tempo real em forma de jogo, pura diversão e desafios detalhadamente explicados para que sua experiência seja singular e inesquecível.

imersão com scape

Um som sem igual onde faz você sentir e pedalar a cada batida musical, e falando música, estas são escolhidas a dedo e mixadas pelos próprios Coaches, ou seja, exclusividade em tudo.

Conclusão

O SCAPE foi criado para revolucionar o ciclismo indoor, para dar uma nova perspectiva de treinamento e diversão, com segurança e eficiência.

Abrangendo quem quer rendimento físico, ou aqueles que buscam socializar e aproveitar a aula para fazer aquela social e manter a resenha com os amigos e outros membros da Pulse.

Então, se você se interessou e quer ter uma experiência imersiva, instigante e com benefícios claros a sua saúde, agende uma aula experimental com a gente e venha conhecer.

Categorias
Uncategorized

Como ganhar massa magra? 6 dicas certeiras que vão te ajudar

Quantas e quantas vezes nos mantemos na linha nos treinos e, mesmo assim, não sentimos nenhuma diferença na manga da camisa ou a legging continua vestindo do jeitinho que era antes?

O famoso processo de ganhar massa magra não é tão simples quanto parece.

Por isso, neste post vamos te mostrar como ganhar massa magra com base em 3 pilares fundamentais e 6 dicas certeiras para você começar hoje.

Vamos lá?

Pilar de Alimentação

alimentação saudável
Foto de Polina Tankilevitch no Pexels

Aqui vamos te mostrar algumas orientações básicas de como mudar o seu comportamento com a comida.

Lembre-se, para que você tenha uma orientação assertiva e individualizada para o seu objetivo, deverá procurar o serviço de um profissional da área.

1. Não subestime o gasto calórico

Para entender como ganhar massa magra, precisamos conhecer o temido superavit calórico.

Ao contrário do déficit calórico, estratégia muito conhecida e utilizada no processo de emagrecimento, o superávit calórico é o consumo de uma quantidade de calorias superior as que você utiliza ao final de todas as suas atribuições diárias.

Ou seja, é consumir mais do que gasta.

Porém, não são só flores! A intensidade do seu treino está intimamente relacionada com esse cálculo calórico, não esqueça disso.

2. Equilibre o consumo de calorias

Entendemos que consumir mais calorias é essencial, certo?

Então é só eu me entupir de comida para ganhar mais do que eu gasto, que vou ter meus tão sonhados músculos?

Calma, não é assim que a banda toca.

O tipo da caloria que ingerimos é fundamental para o nosso equilíbrio nutricional.

As 500kcal que você ingere em um lanche gorduroso e altamente industrializado não possuem o mesmo peso das 500kcal de uma refeição bem distribuída em proteínas, carboidratos e gorduras.

Para não errar nessa distribuição e entender o que é melhor para o seu corpo, não deixe de procurar um nutricionista.

Ele encaminhara uma dieta voltada especialmente as necessidades do seu organismo.

É um tiro certeiro!

3. Equilibre seu prato

Estamos cansados de saber que para construir músculos fortes, o consumo de proteínas precisa ser superior as demais fontes de energia.

Porém, não adianta encher o prato de frango achando que vai crescer da noite para o dia e negligenciar os nutrientes que o seu corpo realmente precisa.

Pois, uma dieta equilibrada e bem estruturada é fundamental para que você obtenha um resultado sólido e consistente.

Enquanto não entendermos que o seu músculo precisa ser nutrido adequadamente para que possa sustentar suas funções básicas e ainda consiga iniciar o processo de hipertrofia, não sairemos do lugar.

4. Alimento certo na hora certa

Vamos jogar uma verdade na mesa: comer uma besteira só porque treinou bem não pode se tornar sua maior recompensa.

Até porque, no final a conta não bate.

A nossa alimentação pré e pós exercício é essencial para o ganho de massa muscular.

O carboidrato é a nossa primeira fonte de energia, então, escolher uma alimentação rica em carboidratos de rápida absorção é uma opção certeira para um bom pré treino.

Logo em seguida, cerca de 40 minutos após um treinamento vigoroso, seu músculo começa a clamar por comida.

Esse é o melhor momento para nutri-lo, por isso, aproveite para abastecer seu corpo com uma alimentação rica em proteínas e sinta-se cada vez mais forte!

Pilar de Treinamento

treinamento
Foto de Karolina Grabowska no Pexels

O treinamento é a base de todo o processo.

Montar uma planilha nutricional é fundamental, mas sem os estímulos apropriados para que o seu músculo consiga se desenvolver, não existirá progresso.

Por isso, vamos às dicas.

5. Evolua nos treinos

Treinar 3 vezes na semana durante 40 minutos não vai te proporcionar uma evolução tão rápida em relação ao que o seu corpo é realmente capaz de suportar.

Pois, para que as reações químicas aconteçam dentro do seu músculo, ele deverá passar por um estresse metabólico mais alto do que o habitual.

Estamos falando de construção de tecido muscular, e, para que isso ocorra, os níveis de intensidade do seu treinamento deverão estar alinhados ao seu objetivo central.

Você dá conta!

6. Mude o estímulo

Mesmo com toda a sobrecarga física, o nosso corpo continua sendo uma das máquinas mais adaptáveis que existe.

Com poucas repetições do mesmo treino, conseguimos aprimorar nossa força e suportar cargas que antes pareciam impossíveis.

No entanto, para que essa adaptação não se torne outro obstáculo, é preciso estruturar uma periodização de treinamento voltada exclusivamente ao seu objetivo.

Um programa de treinamento com estímulos variados, com o intuito de driblar a adaptação do seu organismo e transformar cada treino em uma experiência única.

Para mais informações sobre como montar uma periodização de treinamento, procure o serviço de um profissional de educação física.

Pilar do Descanso

descansando
Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Mais do que nunca você deverá respeitar os limites do seu corpo.

Por vezes, a pressa de aumentar 1 cm em um determinado músculo é tanta que acabamos nos excedendo na intensidade, e principalmente no volume do treino, tentando transformar uma semana em um dia.

Aqui, você entrará no jogo do progresso e passará por pequenas mudanças, uma de cada vez, seguindo por um caminho saudável e sem muitas restrições.

Só não esqueça que o repouso não é opcional, ele faz parte do processo.

Qualquer um é capaz de ganhar massa magra?

Qualquer pessoa tem a capacidade de alcançar a hipertrofia muscular, basta dedicação, constância nos treinamentos, e atenção aos fatores nutricionais mencionados acima.

O tempo que irá levar para alcançar o resultado desejado vai depender única e exclusivamente do empenho e do objetivo de cada um.

Não existe ninguém igual a ninguém, e o seu organismo é um universo único, e a maneira que ele responde a um estímulo, seja por uma dieta ou por um treino, são totalmente diferentes que de qualquer outra pessoa.

Por isso, aceite o seu ambiente e não se compare com ninguém.