Categorias
Life Style

Alimentação Intuitiva: Tudo o que você precisa saber sobre ela

Já pensou ser capaz de ter o corpo saudável e emagrecer sem seguir nenhum tipo de dieta? Conseguir se alimentar apenas seguindo sua intuição e sinais do seu corpo? Saber exatamente o que comer e seus horários, sem precisar de nenhuma planilha para seguir?

Isso é completamente possível e esse movimento vem ganhando muita força, a famosa alimentação intuitiva. E neste post, iremos te explicar qual a sua importância e como ela pode ajuda na sua saúde.

Mas afinal, o que é alimentação intuitiva?

A alimentação intuitiva chegou para quebrar paradigmas de horários e padrões alimentares impostos por dietas da moda ou culturas de consumo alimentar extremamente restritivo. Na verdade, a alimentação intuitiva é, nada mais que, aprender a ouvir as necessidades do corpo, por isso é tão única e impossível de ser aplicada, da mesma forma, para duas pessoas diferentes, é como um cartão de crédito: pessoal e intransferível.

E como a alimentação intuitiva funciona na prática?

Para seguir a alimentação intuitiva, devemos comer quando sentimos fome e parar de comer ao nos sentirmos satisfeitos. Isso parece bem óbvio, não é verdade? Apesar da simplicidade em sua aplicação, ser capaz de ouvir esses sinais requer um profundo autoconhecimento e auto controle.

O primeiro passo é saber diferenciar a fome biológica da fome emocional.

Fome Biológica

É a necessidade física de reposição dos nutrientes do corpo, sinalizado por reações orgânicas como: barriga doendo e roncando, irritabilidade, sensação de fraqueza, dor de cabeça, fadiga, cansaço… Quando sentimos fome biológica, aceitamos qualquer alimento para sanar esses tipos de reações desagradáveis, não existe especificidade na escolha, existe a necessidade de se alimentar.

Fome Emocional

Na fome emocional, a vontade de comer nasce de sentimentos como: tristeza, alegria, ansiedade, sono… e geralmente são vontades específicas, como por exemplo: “queria comer a rabanada que minha avó preparava na ceia de Natal”.

Geralmente a fome emocional leva à vontade de consumir alimentos ricos em açúcar, que promovem sensação de prazer imediato e, para muitos, logo depois surge sentimentos como culpa, arrependimento e raiva por ceder ao desejo, o indivíduo se sente incapaz de controlar suas vontades.

O princípio da Alimentação Intuitiva

O princípio fundamental que rege a alimentação intuitiva é acreditar que, melhor que se adequar a dietas e modismos, é aprender que a mudança de hábitos e estilo de vida são capazes de melhorar o estado de saúde, de forma global do indivíduo, tanto a curto como a longo prazo, por ser muito mais sustentável.

Estes são alguns desses princípios:

1. Rejeição a qualquer tipo de imposição alimentar

Não existe planejamento alimentar à ser seguido. As sensações do seu corpo serão seu guia.

2. Respeite os sinais de fome biológica do seu corpo

Ao sentir fome biológica, se alimente. No caso da fome emocional, exerça seu auto controle, assim você vai aprendendo a se conhecer melhor e driblar a compulsão alimentar.

3. Não sinta medo ou culpa por se alimentar

Aprender um pouco mais sobre alimentos te dá a chance de escolher tudo aquilo que faz bem para seu corpo. É importante aprender a fazer escolhas saudáveis, ter consciência alimentar. Optar por alimentos de verdade, desembalando menos e descascando cada vez mais.

4. Respeite a sensação de saciedade

Somos educados desde a primeira infância, a comer até a última garfada, a suportar um pouco mais de comida, para deixar o “prato limpo” e assim nosso corpo aprende que ficar saciado é estar estufado, de “barriga muito cheia”, quando na verdade, saciar a fome é simplesmente estar bem com a refeição que foi consumida e mesmo assim sentir-se leve e disposto.

5. Descubra prazer em se alimentar de forma consciente

Além de fazer boas escolhas, realizar a refeição com plena atenção é primordial. Coma de forma lenta, saboreando cada alimento. Nosso cérebro leva um tempo para processar a sensação de saciedade, sendo assim, quanto mais rápido comemos, de mais comida precisamos para chegar a sensação de saciedade.

6. Não use alimentos como forma de compensar sentimentos

Ao sentir tristeza, por exemplo, busque maneiras de melhorar esse sentimento. Uma caminhada, conversar com amigos, escutar uma boa música, tomar um banho mais demorado, podem ser estratégias interessantes para melhorar seu humor, sem a necessidade de consumir nenhum tipo de alimento.

7. Aceite seu corpo e cuide dele com carinho

Aceitar seu padrão estético e corporal é o primeiro passo para conseguir chegar a sua melhor forma. Cada pessoa é única e a beleza está na diversidade. Valorizar os pontos que você mais gosta e ter zelo nas suas escolhas alimentares também é cuidar de você. Fazer as pazes com seu espelho é liberta-se de qualquer padrão estipulado pela sociedade. Tenha metas reais e busque ser a sua melhor versão.

8. Respeite sua saúde

Já dizia Hipócrates, há mais de 2.400 anos: “que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio”. Respeite seu estado de saúde e tenha o entendimento que tudo aquilo que consumimos impacta de alguma forma nosso estado atual.

Os benefícios da Alimentação Intuitiva

Um dos principais benefícios da adoção da alimentação intuitiva, é de ordem psicológica. Hoje as pessoas estão, cada vez mais, ligadas as redes sociais, buscando informações, muitas vezes, sem fundamento científico e aplicando em seu dia a dia, planejamentos, condutas e dietas completamente inadequadas para seu corpo e sua realidade, expondo seu corpo e saúde a riscos de doenças e complicações.

Existem estudos que comprovam que, mulheres que adotam a Alimentação Intuitiva, estão bem menos propensas a desenvolver transtornos alimentares como Compulsão ou Anorexia.

Assim como qualquer tipo de conduta, a melhor maneira de ter conhecimento e aplicá-la de forma correta, é procurar um profissional responsável para seguir orientações e ter conhecimento de quais são as melhores escolhas para cada caso.

Lembre-se, a forma como você se alimenta é tão importante, quanto suas escolhas, sentir-se plenamente satisfeito após uma refeição, não traz nenhum desconforto em seu organismo e que a sua melhor forma sempre vai ter como referência, a sua melhor versão e não a de outra pessoa ou algum tipo de padrão.

Categorias
Dicas Pulse

5 dicas para não atrapalhar sua dieta na Páscoa

Na páscoa, as tentações estão por todos os lados. E você não precisa passar vontade na época mais doce do ano. Sabendo praticar o autocontrole, você pode comer chocolate e o bacalhau do almoço de Páscoa sem prejudicar a sua dieta! Confira as nossas dicas para aproveitar a páscoa e manter a forma:

1. Escolha o chocolate certo.

Para aproveitar mais os benefícios do chocolate, aposte nas versões que tenham mais cacau, elas possuem mais antioxidantes e menos gordura e açúcar. Se você não gostar dos amargos, prefira o tipo ao leite. Já o chocolate branco, apesar de ser delicioso, é mais gorduroso e tem menor efeito benéfico ao corpo por ser feito apenas com a manteiga do cacau.

2. Cuidado com o chocolate diet.

As versões diet é indicada para aqueles que têm restrição ao açúcar, como os diabéticos. Para compensar o açúcar, elas possuem mais gordura e acabam tendo um maior valor calórico.

3. No almoço de páscoa, comece pela salada.

Inicie o seu almoço com saladas e legumes cozidos, eles são ricos em fibras que te ajudarão a aumentar a saciedade e têm uma baixa quantidade de calorias. Isso te ajudará a não cometer exageros no prato principal e sobremesa.

4. Você não precisa comer tanto chocolate.

Na hora de produzir o hormônio da felicidade, a serotonina, o cérebro não diferencia tanto a quantidade de chocolate consumida. Por isso, escolher versões menores é mais inteligente: enquanto um ovo da Páscoa grande pode ter em média 1.075 calorias, os pequenos possuem cerca de 72 calorias.

5. Não coma chocolate de estômago vazio.

Ao comer doces com o estômago vazio, os níveis de açúcar no sangue aumentam rapidamente e, quando essas taxas caem, a fome se torna mais forte. Para evitar isso, coma seu chocolate após uma refeição rica em proteínas e fibras.

Categorias
Dicas Pulse Receita Pulse

Opções de café da manhã para quem quer emagrecer

Que tal ir além dos clássicos mamão com aveia, iogurte com banana e pão integral com cottage (e tantas outras) no café da manhã?
A dica de hoje são 4 receitas fáceis e saudáveis para você se deliciar sem sair da dieta. Confira!

TAPIOCA RECHEADA COM FRANGO

1 tapioca 768x480Ingredientes (01 porção):

  • 2 colheres de sopa de farinha de tapioca (goma de mandioca hidratada)
  • 1 colher de chá de chia
  • 1 colher de chá de aveia em flocos
  • 2 colheres de sopa de frango desfiado temperado a gosto
  • Orégano e sal a gosto

Modo de preparo:
Receita rápida, prática e muito saborosa! Misture a farinha de tapioca com a chia, a aveia e uma pitada de sal. Coloque a mistura em uma frigideira bem quente. Deixe grudar e vire. Acrescente o frango e o orégano depois feche e sirva. Você pode ainda colocar um fio de azeite de oliva.

PANQUECA PROTEICA

1 panquecaIngredientes (01 porção):

  • ½ xícara de aipim cozido
  • 1 ovo de galinha inteiro + 1 clara
  • 2 colheres de frango desfiado
  • ½ xícara de tofu
  • 1 fio de azeite de oliva

Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador (exceto o Tofu). Unte uma frigideira com azeite de oliva, derrame a massa e deixe enrijecer e dourar. Por fim, coloque o tofu e enrole.

OMELETE DE FRANGO

1 omelete 768x512Ingredientes:

  • 2 claras
  • ½ tomate picado sem semente
  • 2 colheres de sopa de frango desfiado com orégano
  • 1 colher de sopa de cebola
  • Azeite de oliva extra virgem (para untar)
  • Pimenta a gosto
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo:
Para começar, bata as claras em neve e acrescente o tomate, o sal, a pimenta, a cebola e o frango. Para finalizar, coloque a mistura em uma frigideira untada com azeite ou óleo de coco, leve ao fogo para esquentar. Está pronto!

OVO POCHÊ RECHEADO

1 ovosIngredientes:

  • 2 claras
  • 1 gema
  • 4 colheres de sopa de água
  • 1/2 banana da terra
  • 1 fio de azeite de oliva
  • Orégano a gosto
  • Canela a gosto

Modo de preparo:
Em uma panela antiaderente e com tampa, aqueça a água juntamente com um fio de azeite. Quando estiver formando pequenas bolhinhas, acrescente a gema, as claras, o orégano e tampe. Espere enrijecer e vire de lado. Agora cozinhe a banana da terra, amasse e coloque por cima do seu ovo pochê. Finalize com pitadas de canela por cima. Pronto!

Categorias
Receita Pulse

Festa junina light: comemore sem sair da dieta

Festa Junina é uma delícia, não é mesmo? São muitas as deliciosas comidas típicas dessa época do ano: bolo de milho, pinhão, canjica, curau, maça do amor, vinho quente, quentão, arroz doce e muitos outros. Porém, se você está de dieta ou querendo perder os quilinhos extras, essas delícias não são tão bem-vindas assim.
A dica de hoje são receitas que mostram que é possível preparar uma versão light dessas comidas para você aproveitar as festas sem se preocupar. Gostou? Então confira:

PÉ DE MOLEQUE LIGHT

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Ingredientes

  • 2 3/4 xícaras de amendoim torrado por uns 15 minutos em forno médio sem a pele
  • 3 1/4 xícaras de açúcar mascavo
  • 1 xícara de água
  • 1/2 colher (sopa) de gengibre ralado
  • Manteiga para untar

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Modo de Preparo

Em uma panela grande, adicione o açúcar, a água e o gengibre. Cozinhe em fogo alto mexendo até derreter o açúcar. Deixe no fogo até virar uma calda em ponto de fio. Adicione o amendoim e misture bem. Despeje em uma forma retangular untada. Espere esfriar para cortar em quadrados. Sirva!

BOLO DE MILHO LIGHT

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Ingredientes

  • 6 unidades de espiga de milho limpa
  • 10 colheres de sopa de açúcar
  • 1 xícara de chá de farinha de trigo peneirada
  • 4 unidades de clara de ovo
  • 1 xícara de chá de leite em pó desnatado
  • 1/3 copo americano de leite de vaca desnatado
  • ½ colher de chá de fermento.

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Modo de Preparo

Ralar as espigas de milho e peneirar. Misturar o conteúdo que passou pela peneira com o açúcar, o leite em pó desnatado e o leite de vaca desnatado, gradativamente. Acrescentar a farinha de trigo, misturada ao fermento em pó, e reservar. Bater as claras em neve e juntar a massa às claras. Colocar em forma de 25 cm de diâmetro, untada e polvilhada. Assar em forno médio (180 ºC) por 60 minutos.

CANJICA LIGHT

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Ingredientes

  • 1 copo de milho
  • 1 e 1/3 de copo de leite desnatado
  • 1 copo de leite em pó desnatado
  • 3 colheres de sopa de coco ralado
  • 3 colheres de sopa cheias de açúcar
  • 1 colher de café nivelada de sal
  • 1 colher de chá de rasa de canela

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Modo de Preparo

Lavar o milho para canjica e deixá-lo de molho por duas horas. Em seguida, cozinhar em uma panela de pressão durante uma hora em fogo médio, com a mesma água utilizada para o molho. Misturar o leite desnatado, o leite em pó desnatado, o coco ralado, o sal e o açúcar ao milho e cozinhar em fogo médio por 20 minutos, mexendo eventualmente com a colher para não grudar no fundo da panela. Salpicar a canela por cima e servir.

CUSCUZ DE LEGUMES

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Ingredientes

  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 1 cebola média picada
  • 5 tomates picados
  • 100 gr de vagens picadas
  • 1 lata de milho
  • 1/2 pimentão vermelho picado
  • 1/2 pimentão verde picado
  • 1/3 de xíc (chá) de azeitonas pretas picadas
  • 1/2 lata de palmito picado
  • 1/2 lata de ervilha
  • 200 grs de farinha de milho
  • 1 colher (sopa) de farinha de mandioca
  • salsa e sal a gosto

[vc_separator type=’transparent’ position=’center’ color=” thickness=” up=’5′ down=’0′]

Modo de preparo

Decore uma forma redonda com buraco no meio com algumas azeitonas, fatias de tomate e palmito. Numa panela, refogue a cebola no óleo. Acrescente os tomates e deixe ferver até desmanchar. Junte o milho e as vagens, os pimentões e o sal. Misture bem. Despeje 2 xícaras de chá de água e deixe cozinhar até amaciar os legumes. Coloque a salsa, as azeitonas, o palmito e as ervilhas. Acrescente a farinha aos poucos, mexendo até virar um angu. Coloque na forma cuidadosamente e aperte bem. Desenforme e sirva.

Categorias
Dicas Pulse

5 alimentos saudáveis que podem comprometer sua dieta

Que esses são alimentos saudáveis, não há dúvidas. Entretanto, dependendo de sua dieta e objetivos, é necessário manter um controle em relação à quantidade ingerida.

Abacate

100g de abacate contêm 96 calorias

É uma fruta nutritiva e ótima para a saúde, porém, precisa de atenção especial, pois é extremamente calórica.

Amêndoa

100g (ou 10 unidades) contêm 581 calorias

É rica em gorduras boas e proteína, mas também altamente calórica.

Azeite

50ml (ou 5 colheres de sopas) do óleo têm 442 calorias

Ajuda no controle do colesterol, mas deve ser ingerido em pouca quantidade.

Barrinha de Cereal

Não são tão calóricas, mas possuem uma grande quantidade de açúcares, inclusive xarope de glicose, que está diretamente ligado ao acúmulo de gordura abdominal.

Iogurtes industrializados

A maioria dos iogurtes industrializados de morango, frutas vermelhas e outros sabores chamativos, além de muita gordura, contêm corantes artificiais e muito açúcar. Prefira as opções naturais.