fbpx

Tipos de Alongamentos: Tudo o que você não sabia sobre eles!

Antes de tudo, você sabe o que é alongamento?

A flexibilidade e o alongamento são qualidades essenciais para um bom desempenho físico, tanto para a realização de atividades da vida diária, como para melhorar a performance no meio desportivo. Enfim, do menos ao mais ativo, o alongamento é uma prática indicada para todos, que tem como principal objetivo melhorar a flexibilidade.

Mas calma que não é só isso…

Os exercícios de alongamento muscular estão entre os mais utilizados na prática esportiva, ainda assim, muitas pessoas fora deste meio não possuem o hábito de fazer diferentes tipos de alongamentos com frequência e na qualidade que deveriam, e isso pode acarretar maiores problemas no futuro.

Todas as pessoas sedentárias ou pouco ativas fisicamente devem se alongar, porque assim podem diminuir a sobrecarga imposta nas articulações durante movimentos simples da rotina do dia a dia de casa ou do trabalho.

Por isso, estamos aqui para falar um pouco para você sobre a importância de se alongar regularmente e apresentar-lhes alguns tipos e benefícios dessa prática, vamos nessa?!

Qual o momento certo para se alongar?

Os alongamentos preparam a musculatura para exercer quaisquer movimentos sem tensões desnecessárias. Não importa se será antes, depois ou até se não tiver relação com a atividade física, o ideal é se alongar todos os dias e evitar ficar mais do que três semanas sem alongamento, pois após esse período já é comprovado o início do encurtamento muscular.

Basicamente não existe receita para o alongamento, e sim, a prática constante para chegar a qualquer tipo de evolução. Por exemplo, se a sua flexibilidade é ruim e você deseja melhorar, você deve praticar todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados.

Quais são os benefícios do alongamento?

A prática do alongamento estimula a renovação de colágeno para suportar maiores estresses que acontecem sobre o músculo, sua prática crônica (continuada por muito tempo) proporciona melhoras na performance e na prevenção de lesões a longo prazo. Estudos também comprovam que após a prática do alongamento o aumento da flexibilidade é visível, melhorando a elasticidade nos movimentos e contribuindo para aumentar a flexibilidade articular, ou seja, aumentando a amplitude dos movimentos.

A flexibilidade é um termo utilizado para descrever um componente de aptidão física relacionada ao bem-estar físico, enquanto o alongamento é usado para descrever a técnica utilizada para melhorar tal flexibilidade (ALTER, 1998).


Quais os tipos de alongamento?

Existem várias formas de realizar o alongamento, e aqui vamos citar as principais: alongamento dinâmico ou balístico; alongamento estático; facilitação neuromuscular proprioceptiva; alongamento específico e alongamento passivo.


#01. Alongamento dinâmico ou balístico:

Deve ser realizado após um período inicial de aquecimento, feito a partir de movimentos curtos e deslocamentos pelo solo, como elevar os joelhos, agachar vertical e lateralmente, rotacionar os braços, o tronco, etc. Esse tipo de alongamento é indicado principalmente para os casos em que o ganho da flexibilidade melhora o desempenho no esporte, porque aumenta a mobilidade das articulações e a amplitude de movimento.

#02. Alongamento estático

É uma boa alternativa para dar início à reabilitação dos músculos após alguma lesão. Esse é o tipo mais comum de alongamento, feito quando os músculos são esticados e você permanece numa posição parada por aproximadamente 20, 30 segundos.

Estima-se que esse seja o tempo ideal de alongamento em cada posição para quem vai realizar alguma atividade que exija força, mais do que isso não é indicado, pois a permanência na postura acima de 30 segundos provoca um relaxamento do músculo, prejudicando a produção de força rápida.

Outra boa opção para o alongamento estático é fazer seus exercícios no pós treino de musculação, porque além de melhorar a flexibilidade, você experimenta um relaxamento imediato.


#03. Facilitação neuromuscular proprioceptiva

É realizado de uma maneira passiva, com o auxílio de outra pessoa, que vai segurar o membro de quem está praticando, alongando o músculo por 30 segundos em determinada posição. Após este período, quem está sendo alongado realiza uma força contra o ajudante (por, no máximo, dez segundos), que mantém o membro do praticante no ângulo inicial resistindo a essa força, então, esse estímulo forçado é seguido por um período de relaxamento, onde o ajudante empurra ainda mais o membro do praticante com o intuito de conquistar uma melhor a amplitude do alongamento.

E sim, é comprovado que há um aumento na amplitude de alongamento, comparando este método com o alongamento passivo convencional, mas devemos nos atentar que por se tratar de uma técnica bem específica, é importante que seja feita por um profissional especializado e capacitado, como profissional de educação física e/ou fisioterapeuta, que sabe até onde deve levar o membro alongado evitando lesionar o praticante.

#04. Alongamento específico

Quando falamos em específico, devemos priorizar os alongamentos com os movimentos semelhantes aos do esporte praticado, minimizando o risco de lesões musculares e articulares. Isso significa que, mesmo que você venha fazer ou tenha preferência por qualquer outro tipo de alongamento, posteriormente deve ser feito um alongamento específico para o tipo de atividade que será realizada a seguir.

Por exemplo, se for jogar futebol, é válido que você flexione e rode o quadril para fora ou até arrisque alguns chutes! A dica também é pertinente para a musculação, incluindo o alongamento dos grandes grupos musculares, bem como dos grupos musculares específicos que vão ser mobilizados naquela atividade.

#05. Alongamento passivo:

É feito com o auxílio de algum acessório ou aparelho, como uma faixa elástica, uma bola suíça, um anel de pilates (também chamado de arco ou flex), ou até mesmo com a ajuda de alguém, e nesse caso (pelo controle do movimento ser passado para a outra pessoa) é importante ter noção do seu limite e interromper o alongamento se sentir dores excessivas.

Entretanto, trata-se de uma percepção bastante sutil e que requer certa consciência corporal, já que o aumento da amplitude também causa um pouco de dor, e isso é importante para que haja um aumento gradual da sua flexibilidade.

E para finalizar…

Bom, diante desse texto, pudemos observar que a prática constante do alongamento só traz benefícios, não é mesmo? Ela irá te garantir uma boa flexibilidade, possibilitando a execução de movimentos com melhores amplitudes articulares (dentro de suas especificidades), diminuirá o risco de lesões e desconfortos comuns, como dores no pescoço, na coluna, entre outras regiões.

Além disso, alongar-se promove uma melhora na postura, ajuda no relaxamento muscular, como consequência promove uma aquietamento mental também, contribui até para circulação sanguínea trabalhar de forma mais eficiente! Tudo isso reforça a importância do alongamento para uma ótima longevidade e um funcionamento total do corpo de maneira excelente, independente da sua idade, condição física, profissão e afins.

opcao2

Gostou do nosso post? Então compartilha com seus amigos:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

VENHA NOS VISITAR!

Que tal fazer uma visita totalmente personalizada e pensada em você? Clique no botão abaixo e faça-nos uma visita:

PULSE RUNNING

Modalidade Indoor e Outdoor. Os corredores desfrutam de treinos de corrida dinâmicos no interior da academia e acompanhados pela equipe e segurança motorizada em percursos externos. A assessoria e a proximidade com o aluno contribui para o desenvolvimento constante do atleta.

CROSS TRAINING

Faça parte do Team Suntown. No nosso box, os alunos saem da rotina com treinos diferentes todos os dias. As aulas proporcionam grande melhoria nos níveis de condicionamento e composição corporal.Potencialize a sua performance e as suas atividades diárias.

HIT

Alta intensidade. O treinamento é indicado para todos os níveis de condicionamento. É a modalidade ideal para quem tem pouco tempo e quer realizar um treino completo. Eficaz para evoluir o condicionamento cardiorrespiratório e a potência do corpo inteiro.

TRX

Resistência total. Consiste no treinamento do corpo inteiro através de fitas suspensas na sala de aula coletiva. A metodologia tem como foco a melhoria da resistência, força, flexibilidade e da estabilidade do corpo.

PULSE DANCE

A dança como estilo de vida. Queime calorias e se divirta com muita energia positiva e os maiores sucessos da música nacional. Coreografias de funk, axé e sertanejo preparadas por um time pra lá de animado.

BODYJAM

Faça parte de uma companhia de dança. Uma aula que mescla diversos estilos de música eletrônica, com inspirações em coreografias que vão desde o Hip Hop ao Ballet. Um treino desafiador e libertador.

BODYPUMP

Um caminho para um corpo atlético. Treino com barra e anilhas que proporciona melhoria da resistência muscular, força e condicionamento do seu corpo.
Também é uma opção para quem busca emagrecimento e definição, tudo isso em uma aula super alto astral.

HATHA YOGA

A união do corpo e da mente. Experimente novas técnicas corporais que promovem força, resistência, técnicas respiratórias e meditação.

PILATES

A arte do controle do corpo. Fortaleça os seus músculos, prevenindo lesões e Protegendo a sua coluna com uma aula que te desafia a encontrar o equilíbrio.

ALONGAMENTO

Respire, alongue e relaxe. Ganhe mais flexibilidade e realize movimentos com mais precisão e segurança, além do aumento da sensação de conforto e bem estar durante o dia.

SCAPE

A maior experiência de Indoor Cycling que você já viu. Uma aula intensa e interativa, onde a iluminação, som, tecnologia e os comandos dos coachs andam em sintonia com você. Acompanhe o seu progresso em tempo real e viva uma experiência surpreendente